(Re)escrever

MENU

 “Sons do meu Bairro” foi uma oficina levada a cabo com as crianças dos diferentes bairros sociais de Braga

 “Sons do meu Bairro” foi uma oficina levada a cabo com as crianças dos diferentes bairros sociais de Braga, na qual se pretendeu promover a sua sensibilização para a dimensão sonora das paisagens que elas habitam.
Para tal definiu-se que o foco da atividade consistiria em fornecer gravadores portáteis de som aos seus participantes, para que pudessem caminhar pelo seu bairro e registar paisagens sonoras. A partir desta premissa foi necessário dar resposta à pergunta “o que gravar?” e, sobretudo “o que escutar?”. O objetivo era estimular os participantes a cobrir e experienciar a maior variedade possível no que toca ao registo das paisagens sonoras dos seus bairros, levando assim à posterior definição daquilo que podemos chamar de um “programa de gravações”. Deste modo, em cada bairro, a cada grupo de duas a três crianças foi entregue um aparelho portátil de captação de som, juntamente com instruções para cumprirem as seguintes etapas de gravação: primeiro: gravar o local mais barulhento do bairro; segundo: gravar o local mais periférico do bairro; terceiro: gravar um local fechado; quarto: gravar o local mais calmo do bairro; quinto: gravar uma rua, praça, ou qualquer espaço público do bairro; e sexto: gravar o jardim do bairro. Entre cada etapa o grupo teria de especificar o local de gravação, de forma a efetuar-se num único suporte um mapeamento das gravações. Todos tiveram as mesmas instruções, contudo as sensibilidades e a subjetividade de cada grupo estimularam a diversidade das respostas. Cada um dos participantes teve a sua própria concepção de local mais calmo ou mais barulhento do seu bairro, trazendo assim resultados inesperados.

Mais informação em: http://spacetranscribers.com/PT/projetos/2017-12-02-sons-do-meu-bairro/